Emoções: como entender?

Os nossos sentimentos e emoções estão diretamente ligados com as experimentações que fazemos no dia a dia. Qualquer tipo de ação terá uma reação emocional e, por isso, precisamos ficar atentos à nossa saúde mental. Para que nada saia do controle, é interessante buscar a ajuda de um profissional para conseguir se entender ainda melhor.

Experimentar as mais variadas emoções faz muito bem para o nosso cérebro, contanto que seja de forma moderada. Todas as experiências são válidas, porque geram um aprendizado, seja pelo lado positivo ou pelo lado negativo. Sendo assim, quanto mais conhecimento tivermos, maiores serão as chances de reduzir os erros em nossas tentativas.

Antes de entender, é necessário aceitar

Ainda que sejamos apressados e desejemos entender tudo de uma única vez, é preciso aceitar que é possível ter experiências boas ou ruins. Quando estamos preparados mentalmente para o que está por vir e adotamos a consciência de que o que podemos sentir é positivo ou negativo, os impactos negativos podem ser menores.

Os eventos da sua vida estão diretamente ligados com os seus sentimentos. Sentir tristeza diante da perda de um ente querido é extremamente normal, do mesmo modo que você pode se sentir eufórico antes de uma entrevista de emprego para a qual se está muito esperançoso.

Além disso, também é possível que os seus sentimentos criem uma relação muito profunda com eventos do passado. Os traumas são marcas psicológicas que ficam por longos anos e, se não tratados, podem acarretar em impedimentos na realização de sonhos ou objetivos.

No lugar de pensar em ignorar ou supervalorizar os seus sentimentos, é necessário que você possa aprender com eles e entender a melhor maneira de lidar com os possíveis resultados. Sempre que estiver se sentindo desconfortável com algo, busque saber o que é esse sentimento e o que ele está querendo te dizer sobre determinada situação.

Como identificar os sentimentos?

É sempre bom saber qual a maneira correta de identificar os seus sentimentos em eventos específicos. De uma maneira geral, isso pode levar tempo, porque apenas as experiências nos levam a compreensão de uma determinada sensação e, assim, poderemos saber lidar com as emoções de forma mais saudável.

No entanto, existem alguns pontos que podem ser levados em consideração para facilitar esse processo:

  • uma reação física ou corporal pode ser identificada se relacionada diretamente com alguma emoção. Pode ser usado como exemplo o medo relacionado ao nó no estômago ou a uma pulsação mais acelerada.
  • as respostas que o seu corpo oferece podem acabar se tornando um padrão como, por exemplo, mostrar-se nervoso diante de uma determinada ação.

Tudo o que você sente também faz uma relação direta com a sua maneira de agir, com o seu comportamento. Então, se você não tem certeza do que está sentindo em determinado momento, mas percebe que não está agindo de forma comum, então poderá deduzir o que realmente está se passando pela sua cabeça, utilizando de sintomas físicos ou comportamentais para identificar as sensações.

É muito comum que nossos sentimentos acabem se manifestando por meio da posição das mãos, da face ou, até mesmo, do nosso tom de voz. Raiva e frustração são os mais perceptíveis, visto que temos o hábito de franzir o cenho, intensificar a maneira de falar ou, simplesmente, cerrar os punhos.

Sendo assim, quando você consegue identificar os seus sentimentos por meio de ações físicas, ficará ainda mais fácil se controlar em momentos que se fazem necessários. Se você quer demonstrar maior preocupação para com as pessoas que ama, o primeiro passo é olhar para si mesmo e identificar seus próprios sinais.

Como entender nossas emoções?

É muito comum que os nossos sentimentos estejam diretamente relacionados com as interpretações de determinados eventos do que os eventos em si. Ainda que seja natural pensar que estamos respondendo ao que acontece em nossas vidas, as nossas interpretações e julgamentos tomam como base experiências passadas e o temperamento.

De uma maneira geral, para que você possa entender melhor as suas próprias emoções, é necessário parar para analisar os eventos separadamente. Assim, você conseguirá compreender quais são as respostas emocionais apresentadas pelo seu corpo para uma determinada situação como, por exemplo, um término de namoro ou a conquista de uma vaga na faculdade.

Outro fator que pode vir a acontecer é que a sua interpretação do evento será tão rápida que você sequer perceberá quando elas estiverem acontecendo. Quando uma determinada reação acaba por se mostrar desproporcional ao evento em si, é muito provável que a sua interpretação tenha sido rápida demais. Quando paramos para analisar esse fator, podemos evoluir a nossa capacidade de entender.

Além disso, se você acredita que tem dificuldades para entender suas emoções por si só, ainda é possível buscar por ajuda profissional. 

Deixe uma resposta

Falar
Olá, posso te ajudar?