Hipnose faz mal? Mais um Mito!

Com o surgimento revolucionário da hipnose e o constante crescimento da hipnoterapia nos dias de hoje, é comum que se ouça conversas falaciosas sobre os males que a atividade causa devido à fama que a “hipnose” de show vem trazendo. Assim, a maioria das pessoas não sabe os reais efeitos e forma de funcionamento da prática, criando, desta forma, um preconceito desnecessário em cima da hipnose clínica e da auto hipnose.

Algumas pessoas caem no engano de que, com a hipnose, coisas absurdas como perder a consciência dos próprios atos e pensamentos é possível, bem como ser completamente controlado pelo hipnólogo. Mito! Na verdade, a hipnose é muito mais simples que isso, ainda que, por si só, seja muito complexa e interessante de se conhecer.

Mitos sobre a Hipnose

Dentre os mitos que existem em cima da hipnose, estão:

  • O indivíduo fica inconsciente durante o processo da hipnose;
  • O hipnotizado fica à mercê do hipnólogo e ele controla todos os seus atos e pensamentos;
  • O indivíduo pode nunca mais acordar;
  • A hipnose não tem comprovação científica;

Todas as afirmativas acima estão completamente ERRADAS, bem como várias outras que se cria em cima da prática. Na verdade, a hipnose é muito segura. Por mais que altere a percepção do indivíduo, ele tem total ciência do que acontece a si próprio e pode, a qualquer momento, sair do estado de hipnose e voltar ao normal caso se sinta desconfortável com a situação. 

O que realmente acontece é a indução pelo próprio indivíduo ou por um profissional da área ao relaxamento e à concentração em si. Com tal relaxamento, o cliente sujeito à hipnose torna-se mais acessível ao tratamento, que pode ajudá-lo com vício, estresse, dores e diversos outros problemas iminentes. 

Como o indivíduo está ciente do que acontece, é impossível, então, ficar sob total controle do hipnólogo, uma vez que se pode voltar ao estado normal a hora que quiser.

Novamente, sobre não acordar: impossível. Não tem como não acordar, uma vez que a consciência não se esvai, você NÃO dorme. O estado é passageiro, bem como o relaxamento que uma música calma induz: depois que ela para, uma hora o efeito do relaxamento acaba pela nossa necessidade de fazer algo ou realizar alguma tarefa importante que exija estar alerta sobre o que acontece ao redor. Assim, logo ao sair da hipnose, os sentidos voltam imediatamente, ao invés de demorarem para voltar ao corpo, como se é espalhado pelos boatos.

Além disso, a hipnose é, segundo muitos estudos, comprovada e realmente eficaz em seu tratamento.

Então, como funciona o tratamento da hipnose?

O processo se trata de identificar a causa de alguma queixa ou problema do indivíduo, sendo, por exemplo, uma dor, depressão ou uso de drogas. Com a indução ao relaxamento proporcionada pelo hipnoterapeuta, o cliente, sob o efeito de hipnose, se concentrará totalmente em si, é como se toda a sua atenção estivesse voltada para o que chamam de EU interior, ele escuta todos os sons à sua volta, mas nada o atrapalha ou incomoda, pois sua atenção está voltada para a resolução do que tem atrapalhado a sua vida. A intenção, nesse caso, é identificar a causa do problema, como, por exemplo, algum padrão que tem feito o cliente usar do tabagismo. Com esta volta ao introspectivo do paciente, o hipnólogo procura induzi-lo a resolver o que está em conflito em sua mente, para que ele não tenha mais a necessidade do uso.

Este tratamento é feito de forma breve, com poucas sessões já é possível que seja resolvido, uma vez que conseguimos trabalhar direto na causa e não apenas no sintoma. Claro que para dar certo, o cliente precisa estar disposto a mudar, afinal toda hipnose é uma auto-hipnose, então o hipnoterapeuta é apenas um ajudante, para que o cliente consiga chegar onde precisa para resolver o que o incomoda.

A hipnose é, ainda que complexa por si, muito simples em comparação à ideai que se passa sobre ela. Não é magia, nem bruxaria. É ciência comprovada e os seus efeitos são claros e extremamente relevantes. O tratamento, se feito por um profissional qualificado, com responsabilidade, nada mais o trará que efeitos positivos. 

Deixe uma resposta

Falar
Olá, posso te ajudar?