O que a Hipnoterapia trata?

O que a Hipnoterapia trata?

A hipnoterapia ajuda os seus clientes a lidarem com diversos tipos de problemas de causa emocional. Geralmente, as pessoas utilizam esse processo para se livrarem de vícios, manias, pensamentos ruins, dores físicas, sensações de fracasso, insegurança, que os acompanharam ao longo da vida. Em resumo, a hipnoterapia trata problemas variados, muitas vezes até mesmo em conjunto aos de demais tratamentos, como de médicos, psicólogos, psiquiatras, entre outros.

A hipnoterapia pode ser uma grande aliada, pois, além de tratar os problemas mais profundos da mente humana, ajuda as pessoas a melhorarem os seus hábitos. De um jeito simples, pode-se dizer que a hipnoterapia ajuda o ser humano a se libertar de seus pensamentos e desejos ruins. 

Para quem está na luta contra algum tipo de vício, essa ferramenta pode ser uma excelente alternativa. Ao longo deste artigo, você entenderá melhor o que a hipnoterapia trata.

Alguns tratamentos onde uso a Hipnoterapia

Tratando fobias com a hipnoterapia

Quase todo ser humano tem alguma fobia (medo). Uma pessoa pode ter medo de animais como sapos, cobras ou aranhas; pode ter medo de insetos como as baratas, ou até mesmo de atender ao telefone, ou saírem na rua, falar em público, entre outros medos. Muitas pessoas descobrem suas fobias com o passar do tempo. 

É importante tratar as fobias, pois elas podem gerar sérias consequências na vida de um ser humano. Por exemplo, uma pessoa que tem medo de sair de casa (agorafobia) pode se complicar muito em seus estudos ou trabalho. 

Se esse problema não for tratado, essa pessoa pode perder ótimas oportunidades, isso sem falar nos problemas de relacionamento que ela terá ao longo da vida.

Quanto mais grave for a fobia de uma pessoa, maior a chance dela ter problemas de sociabilização. Uma fobia pode influenciar diretamente o modo como um ser humano se comporta.

Como a hipnoterapia trata as pessoas diretamente no subconsciente, ela é uma excelente ferramenta de combate a esse tipo de problema. 

Se uma determinada fobia incomoda a vida de uma pessoa, mesmo que ela não tenha um grau tão alto, tratá-la com hipnoterapia é a melhor alternativa, uma vez que a fobia é apenas uma resposta consciente para algo subconsciente. Dessa forma, o cliente se sente mais leve e confortável com ele mesmo.

Como a hipnoterapia utiliza a regressão

Você já deve ter ouvido falar em regressão, o que você sabe sobre? 

Primeiro quero te dizer que o que vou falar aqui não tem nada de vidas passadas, ok? Trabalhamos com vida presente, neurociência.

O método da regressão de idade é uma das ferramentas utilizadas pela hipnoterapia nos dias de hoje. Por meio dela, consigo reeducar o subconsciente, pois é isso que uma boa terapia faz, reeducação.

A regressão de idade pode ser feita através da sugestão do hipnotista ou então de forma espontânea pelo cliente, durante a sessão de hipnoterapia.

Reabilitação física

Você já ouviu falar em Esdaile? E em coma hipnótico? 

Na verdade o termo “coma hipnótico”, é apenas um termo antigo, onde quando se estava no Estado Esdaile, acreditava-se que a pessoa entrava em coma, mas não é verdade, não se preocupe.

Esse estado é incrivelmente maravilhoso para reabilitação física, para quando estamos muito cansados, o corpo pesado sabe? 

Hoje em dia muitos atletas utilizam esse método para se reabilitarem depois de jogos, corridas, lutas, e a melhora é surpreendente.

Hipnoterapia para emagrecimento

Atualmente, muitas pessoas fazem vários procedimentos para reduzir o seu peso e, mesmo assim, não obtêm o resultado desejado. Em muitos casos, a pessoa se esforça muito e não emagrece nada. Talvez o motivo para a permanência do peso seja mental e não física.

A nossa mente é tão influente na nossa vida que ela pode afetar a parte física, como é o caso de muitas doenças. Impedindo a pessoa de conseguir manter hábitos que a faça emagrecer. Para compreender melhor, existe uma frase que eu gosto e uso bastante, todo excesso é uma falta, nós descontamos em coisas “externas”, algo que está faltando dentro de nós.

Trauma existe?

Qual a minha visão sobre trauma e hipnoterapia

Bom, isso você já deve ter ouvido falar e não é pouco, não é mesmo? Todos nós conhecemos alguém que teve algum “trauma”, porém, eu gostaria de te passar nesse momento a minha visão sobre porque não faz sentido esse termo, até mesmo para você entender ainda melhor o funcionamento do seu cérebro.

Nós somos os famosos Homo Sapiens, isso quer dizer que a nossa última atualização foi a aproximadamente 100.000 anos atrás. Isso mesmo, o cérebro é o mesmo, nós não somos “evoluídos” como se pensa não, nós somos muito “adaptáveis”, isso sim.

Processos adaptativos

E esse processo de adaptação é justamente o que nos faz precisar buscar a hipnoterapia hoje em dia. O nosso cérebro é muito incrível, mas ao mesmo tempo muito “burro”, e eu vou te provar porque.

Até mais ou menos 10 – 12 anos de idade, nós vamos colhendo informações do meio, vamos aprendendo com nossos pais, tios, avós, professores, é como se nós escrevêssemos um roteiro, do qual vamos seguir pelo restante da nossa vida. Por isso, muitas vezes fazemos coisas sempre iguais, mesmo que não nos faça bem, e não conseguimos sair desse ciclo.

O nosso cérebro consome em média 20% da nossa energia diária, então já fique atento porque é importante mandar bons nutrientes para ele, para que funcione direitinho.

Economizando energia

E ele gosta de economizar energia, então ele cria padrões desde que estamos ainda na barriga da nossa mãe. Funciona da seguinte forma, passamos por uma situação, por exemplo, estamos um belo dia na escola e alguns colegas começam a tirar “sarro” da minha cara, para eu me proteger, eu fico quieta no meu canto. Quando um momento parecido acontecer novamente, eu já tenho essa informação no meu subconsciente, que para eu “sobreviver” numa situação com a mesma sensação, eu devo ficar quieta no meu canto. E conforme situações parecidas vão acontecendo, eu vou reforçando esse comportamento de ficar quieta no meu canto, e depois de reforçar esse comportamento, ele vira um padrão, o que para o nosso cérebro é ótimo, pois ele economiza energia apenas seguindo esse padrão, sem questionar, sem mudar, porque mudar exige esforço dele, e o que ele mais quer é economizar energia.

Perceba que num dado momento eu usei a palavra “sobreviver”, isso porque o nosso Subconsciente, a nossa mente, é nada mais nada menos, que uma estratégia de sobrevivência da natureza humana.

Eu usei um exemplo que pode ser visto como algo “ruim”, mas para o nosso subconsciente não existe bom ou mau, o que existe é sobreviver. Se eu agi de uma forma que me manteve viva numa situação desconfortável, é isso que interessa pra ele, porque como eu disse é uma estratégia de sobrevivência da natureza. Nosso subconsciente é amoral.

Por isso que tantas pessoas passam muitos anos das suas vidas, com questões que de forma consciente não conseguem mudar, porque são padrões muito mais profundos do que elas possam imaginar. Mesmo que os padrões sejam desconfortáveis para nós, ainda assim fazemos porque nos mantém vivos. E somente a Hipnoterapia é capaz de reeducar esses padrões e reescrever parte desse roteiro de vida, de forma que consigamos ter mais qualidade, bons relacionamentos, deixar os medos pra trás, aumentar a autoestima, ter mais atitude, emagrecer, tratar doenças, entre muitas outras coisas.

Concluindo os “traumas”

Partindo desse princípio de processo adaptativo e padrões, não faz sentido usar o termo trauma. O que pode acontecer é uma situação ser o estopim para algo dentro de nós “gritar”, “ligar o alerta”, mas não apenas uma situação fazer isso.

E aí, gostou de saber um pouco mais e melhor sobre a Hipnoterapia? Deixe seu comentário, nos vemos no próximo post.

Deixe uma resposta

Falar
Olá, posso te ajudar?