Os Maiores Mitos da Hipnoterapia

A hipnoterapia vem sendo muito procurada por causa da sua eficácia em tão pouco tempo de tratamento, no método que eu uso, o Método Kraisch, temos em 90% dos casos a necessidade de apenas 1 sessão de tratamento. E por esse e outros motivos que são até mesmo antigos, existem muitos mitos que cercam a hipnoterapia, mas hoje eu vou te ajudar a entender melhor como funciona e a desmistificar esse processo incrível que temos com a hipnoterapia.

Os mitos mais comuns na hipnoterapia

É verdade que uma pessoa hipnotizada fica inconsciente e passa a ser controlada pelo hipnoterapeuta?

Então, o que você acha? Será que é verdade?

Esse é um dos medos mais comuns que as pessoas têm, em relação à hipnose. Mas NÃO, não é verdade.

Como já expliquei num outro post aqui do blog, hipnose nada mais é que é dissociar do meio externo e associar ao mundo interno, o nosso EU, e que a hipnose acontece de forma espontânea em 60% do nosso tempo no dia-a-dia.

Sendo assim, durante o seu dia você perde a consciência e alguém te controla? Não né? Na hipnoterapia também não, pode ficar tranquilo.

Na hipnoterapia usamos as famosas sugestões, então nós hipnotistas damos a sugestão para o nosso cliente, e quem decide se vai seguir ou não é ele.

Por exemplo, se eu te disse para amarrar o tênis e você ver que está realmente precisando fazer isso, você vai seguir a instrução, mas se eu te disse para amarrar o tênis e você não estiver precisando fazer isso, você não vai seguir.

Você escolhe seguir a instrução conforme a sua necessidade e vontade. Se é você quem escolhe seguir a instrução, você está acordado ou dormindo? Acordado, não é mesmo?

Então, você fica acordado e consciente de tudo que está acontecendo, sempre no comando de todo o processo, escolhendo o que vai aceitar e seguir ou não.

O processo hipnótico é similar à regressão espiritual?

Eu gostaria antes de esclarecer essa dúvida, entender o que você acredita ser o processo hipnótico, mas como não estou aí do seu lado pra saber, deixa aqui nos comentários que eu quero muito saber.

Então, a hipnose não tem ligação alguma com questões espirituais, é um processo natural da mente humana, muito estudada por sinal por médicos, cientistas, neurologistas, trabalhamos com comprovações e não crenças.

Respeito a crença de cada pessoa, mas como já passei por muitas experiências que acreditava ser espiritual, eu tenho propriedade para falar sobre o assunto.

E não, não tem nada a ver com regressão espiritual, não vai baixar ninguém em você, você não vai pra outro plano ou planeta, você não vai visitar o umbral, nem nada do tipo se fizer a hipnose, isso tudo é apenas parte de uma crença. 

Iniciamos a hipnoterapia com uma indução, e é aqui que muitas pessoas fazem essa ligação errônea com regressão espiritual, pois a indução é muito parecida com meditações guiadas ou iniciações de trabalhos espirituais.

A única regressão que nós usamos é a regressão de idade, porém, ela muitas vezes acontece de forma espontânea pelo próprio cliente, durante o processo de hipnoterapia. Ou então, quando temos a intenção de fazê-la para que ele tenha alguma experiência positiva por exemplo, como reviver um momento feliz da infância, alguma data comemorativa que passava em família, entre outros momentos.

É verdade que uma pessoa em transe não consegue voltar ao estado normal de forma rápida?

Vamos começar já retirando essa palavras “transe” de contexto, não uso ela, uma pessoa em hipnose está consciente o tempo todo, desconheço técnicas que usem “transe”.

Ao finalizar a hipnose ou a hipnoterapia, o cliente se sente relaxado, é como se tivesse tirado um bom cochilo totalmente reparador, sabe quando você acorda e sente que foi uma ótima noite, que conseguiu descansar bastante? Então, é essa a sensação, além de se sentir bem relaxado. É apenas isso que acontece, nada além disso.

O paciente pode entrar em um transe eterno e nunca mais sair?

Como disse na resposta acima, é uma grande mentira usar o termo transe né? Mas contextualizando aqui, existem pessoas que têm medo de entrar no famoso “coma hipnótico”, você já ouviu falar dele? Então, ele não é um “coma”. É que antigamente usava-se esse termo para quando os clientes ou pacientes no caso de médicos usando da hipnose, entravam no famoso Estado Esdaile.

O Estado Esdaile é tão gostoso que muitas pessoas não querem sair da hipnose, mas nada que uma boa sugestão não resolva. É quando nos concentramos tanto no nosso mundo interior, quando estamos tão conectados conosco, que não temos vontade de voltar a nossa atenção para o nosso mundo externo, o mundo real, a vida, o nosso dia-a-dia, nossos desafios diários, os problemas da vida adulta.

Mas não existe essa de “ir e não voltar”, isso é um grande mito da hipnoterapia.

Durante a hipnoterapia, a pessoa perde o controle sobre si mesma e conta todos os seus segredos para o hipnoterapeuta?

Não, isso jamais acontece.

Como o cliente está o tempo todo consciente do que está acontecendo, totalmente atento ao que o hipnotista fala, ele não vai fazer nem mesmo falar nada que não queira. Então não, não vai contar seus segredos que não quer contar.

Agora, se a pessoa tem um segredo e ela decide contar ao hipnoterapeuta, justamente porque está ligado à terapia dela, e ela quer contar, aí sim isso vai acontecer. Lembrando que nós hipnoterapeutas não termos a liberdade de falar sobre as pessoas e seus casos, a não ser que ela nos dê autorização para isso.

Por que existem os mitos?

A Hipnose é algo muito antigo, desde que a nossa mente é mente, nós somos Homo Sapiens, isso quer dizer que a nossa última atualização foi há mais de 100.000 anos, e desde então existe essa atitude mental, porém, ela só veio ser estudada depois de muito tempo, então começaram a nascer os mitos. O que é muito comum, tudo que é novo, desconhecido, gera mitos, isso é comum e não há nada de errado. O que nós hipnoterapeutas não podemos admitir é ver esses mitos circulando por aí e ficarmos quietos, ou não expormos a verdade.

Quer mais conteúdos educativos como esse? Me acompanha aqui no blog, aproveita e deixa a sua opinião, você tem alguma dúvida sobre a hipnose/ hipnoterapia? Deixe nos comentários que eu te respondo! 

Deixe uma resposta

Falar
Olá, posso te ajudar?